Gaslog

Mas afinal, o que é GLP?

Entenda mais sobre o gás liquefeito de petróleo presente no cotidiano de milhares de brasileiros.

O gás liquefeito de petróleo, abreviado pela sigla GLP, é famoso por ser utilizado como gás de cozinha. Porém, essa mistura gasosa é utilizada como energia e combustível para diversos fins. Muito além de produzir o aquecimento de alimentos em fogões.

Utilizado atualmente em quase 100% do território nacional, está em residências, indústrias, condomínios, empresas e também no agronegócio. Como não requer a construção de redes de distribuição ou instalação para a sua utilização, o GLP chega a todos os lugares, seja em áreas rurais ou urbanas.
Sua composição é uma combinação de butano e propano, dois gases derivados do petróleo. Por conta da imensa pressão dentro do recipiente em que ele é colocado, o gás acaba adquirindo a forma líquida, por isso é chamado de liquefeito.

Gaslog GLP granel

E de onde vem o GLP?

O gás liquefeito de petróleo é obtido de duas maneiras: a primeira, nas refinarias de petróleo, sendo a forma mais comum. A segunda, em menor escala, acontece a partir do processamento do gás natural.

Nas refinarias, o GLP é um dos subprodutos do fracionamento, sendo obtido a uma temperatura de aproximadamente 70°C. Ele é transportado na forma líquida, sendo um dos primeiros hidrocarbonetos retirados da coluna de destilação.

gaslog_menor2

Mil e uma utilidades

Além de gerar o fogo para o cozimento de alimentos, o gás LP é útil para outras diversas funções. Ele também serve para a climatização e esterilização de ambientes comerciais, moldagem e acabamento de vidros, queima e secagem de cerâmica, fabricação de papel e borracha, queima de ervas daninhas, fundição de alumínio, cobre e chumbo, secagem de grãos, entre outras funcionalidades.

Veja também: